Disponível: Em estoque

14 available
R$56,00
ou 1x de R$56,00 sem juros

R$53,20 no depósito bancário (-5%)

OU
Descrição

Detalhes

In Natura

Componentes In Natura são aqueles que foram mantidos com suas características originais desde a sua colheita, sem qualquer processamento industrial, químico ou tratamento adicional. Em sua maioria são utilizados em sua forma desidratada e transformados em pó para que possam ser adicionados na composição dos rapés. MDJ

Jagube

Banisteriopsis Caapi – In Natura                                              

Ao lado da Psychotria Viridis, é componente básico da Ayahuasca, poderoso enteógeno sagrado de tradição indígena. Em sua composição química destaca-se a harmina, principal alcalóide beta-carbonílico de sua casca, seguido da harmalina e tetrahidroharmina, além de outros constituintes do mesmo grupo que são dotados de atividade inibidora da monoaminooxidase ( MAO ).  Ref.: Plantas Medicinais no Brasil – Nativas e Exóticas.

 

Rainha

Psychotria Viridis – Folha In Natura                                        

 Diversas espécies de Psychotria apresentam componentes bioativos. Alguns exemplos incluem atividade antibiótica nos extratos de P. microlabastra e P. capensis (África); atividade antiviral em P. serpens (China) e atividades anti-inflamatória, antivirais - antifúngicos é encontrada em P. Insularum (América Central) e P. hawaiiensis respectivamente. As moléculas ativas produzidas por espécies de Psychotria incluem: naftoquinonas, peptídeos, benzoquinona, pigmentos e alcalóides. - The Lycaeum - Entheogenic Database & Community

 

Ayahuasca

Banisteriopsis Caapi + Psychotria Viridis – In Natura                

Rapé                                                                                       

Combinação poderosa dos dois ingredientes do chá homônimo, auxilia nos processos de introspecção para “entrar na força” da Ayahuasca, entretanto, sua maior e melhor aplicabilidade é no dia a dia, onde o potencial de limpeza energética se faz mais presente. Vale lembrar que quando nos referimos à limpeza, isso não significa necessariamente vomitar. A limpeza de energias sutis pela força do rapé normalmente se reflete num estado de calma e plenitude. Excelente para iniciar um processo de meditação. MDJ

 

Jurema Preta

Mimosa Hostilis – Casca da raiz In Natura                               

Planta tradicional de uso ritualístico por índios de diversas etnias, notoriamente os Xucurus-Cariris, possui na casca da raiz, grande quantidade de substâncias psicoativas da classe das triptaminas como o DMT. Estas substâncias, apesar de não serem completamente ativadas na composição do rapé, possuem características que potencializam a ação de enteógenos como a Ayahuasca quando utilizados de forma combinada. MDJ

 

Tsunu Branco

Platycyamus Regnellii – Cinza da Casca                                    

O Tsunu é uma variação Amazônica do Pau Pereira (Geissospermum Leave), a combustão de sua casca libera diversos alcalóides e é a partir daí que se iniciam os estudos de suas propriedades medicinais. Aclamado pelo ilustre farmacêutico Gustavo Peckolt como uma das 10 plantas medicinais mais importantes do Brasil, o Tsunu , assim chamado originalmente pela tribo dos Yawanawa, possui histórico na medicina popular como antifebril e excelente componente no tratamento da malária. MDJ

 

RAPÉ

Unindo duas forças clássicas das Medicinas da Floresta, essa combinação In Natura proporciona uma imersão perfeita para a prática ritualística. Essse rapé é excelente para limpeza, e posteriormente uma meditação profunda para conexão com o Espírito do Rapé.